Economia

 

                                      senegal8

O Senegal tem como moeda oficial o Franco Centro-africano (FCA) que equivale a 1 euro. Existem neste país moedas de 1, 2, 5, 10, 25, 50, 100 e 500 FCA, já as notas são de 100, 500, 1.000, 5.000 e 10.000 FCA. Esta moeda tinha uma taxa de câmbio fixa em relação ao franco francês, mas com a reforma económica apoiada pela comunidade de doadores internacionais esta moeda sofreu uma desvalorização de 50%. Depois desta reforma o país teve uma grande mudança com o PIB real a crescer mais de 5% entre 1995 e 2004.

A pesca é o sector líder das exportações do Senegal, onde as receitas ultrapassaram 239 milhões de US em 2000. As operações de industrialização pesqueira lutam contra os altos custos e o atum senegalês tem perdido o mercado francês para os competidores asiáticos que são mais eficientes. As exportações de fosfato, o segundo produto da economia, têm permanecido estáveis, em torno de 95 milhões anuais de US.

De facto a ecomomia do Senegal, apesar de ser um país pobre e com elevada taxa de desemprego, é uma das mais estáveis da região.

  

5000cfa1959 5000cfa1

                            Nota antiga de 1959                              5000 FCA – Nota actual do Senegal

      

Reservas Naturais:

O Senegal, é bastante fraco relativamente a reservas naturais. O principal recurso vem do fosfato que é o décimo maior produtor do mundo com 1800000 toneladas por ano. As sondagens têm mostrado a presença do ouro no Senegal Oriente, o qual é pouco aproveitado. Apenas alguns escravos procuram o ouro no rio Falémé.

O mármore e o ferro trazem alguma riqueza a este país. Um depósito de petróleo off-shore foi encontrado ao longo da fronteira do Senegal-Guiné-Bissau.

A mineração têm-se desenvolvido bastante nos últimos anos, destacando-se o fosfato, o calcário e o sal. Existem apreciáveis reservas de titânio e minério de ferro.

 

Agricultura:

Os produtos são: amendoins, millet, sorgo, arroz, algodão, tomates, vegetais verdes, gado, aves domésticas, porcos e peixes.

O amendoim é o principal produto agrícola (+/- 50% da produção do país).

 

Pecuária:

  • Bovinos (2,9 milhões)
  • Ovinos (4,2 milhões)
  • Caprinos (3,6 milhões)
  • Suínos (320 mil)
  • Equinos (882 mil)
  • Camelos (7,5 mil)
  • Aves (44,1 milhões) dados de 1997.

 

Pesca:

A actividade tradicional realiza-se através de incentivos governamentais, aos quais se vem modernizando e gerando um excelente exportável, principalmente de atum.

 

Indústria:

É um aspecto típico da economia senegalesa, ausente de quase todos os países africanos. A sua produção está quase toda concentrada na Península de Carp Vert, sendo Dakar e Rufisque os principais centros industriais. Constituem assim, os principais representantes da industrialização do país, as fábricas de cimento, de óleos vegetais (principalmente de atum), cervejarias, fábricas de produtos químicos e têxteis.  

 

Transportes:

Os meios de transporte do Senegal são de um certo modo tradicionais, como a charrete e a piroga, apesar de numerosos projectos de equipamentos que estão em curso, como a auto-estrada e o novo aeroporto.

 

  • Avião

Air Afrique, Air France e Sabena têm voos a Dakar. Air Senegal une Dakar com todas as capitais regionais, através de voos regulares.

                               clip_image002

                                                      Avião do Senegal

 

  • Aeroporto

Ponto de entroncamento das comunicações aéreas entre a Europa, América e África Meridional. O aeroporto da capital senegalesa é bastante movimentado. Em 2006, existiam 20 aeroportos/aeródromos civis e militares. O Aeroporto Internacional de Dakar – Léopold Sédar Senghor é um aeroporto de classe internacional.

A construção de um novo e moderno aeroporto em Diass, a cerca de 40 km de Dakar, está em curso. A primeira pedra foi lançada pelo Chefe de Estado a 4 de Abril de 2007. A entrada em serviço do aeroporto está prevista para o ano de 2012.

                              clip_image004

                                        Aeroporto Internacional de Dakar

 

  • Barco

Os rios navegáveis no Senegal, são o Saloum, o Casamance e o Gâmbia. Existem duas rotas que se realizam  de barco, de St. Louis a Podor, e de Dakar a Ziguinchor.

Em 2005, o Senegal tinha à sua disposição 1000 Km de vias navegáveis. Principalmente nos Rios Senegal, Saloum e Casamance. Também existe navegação na barragem de Diama, que entrou em serviço em 1988 na fronteira da Mauritânia que permite a passagem de barcos, mas que não é muito utilizada.

                             clip_image002[4]

                                                  Porto de Dakar

Em Março de 2008 um novo navio assegura a ligação, o Aline Sitoé Diatta.

                                clip_image004[4]

 

  • Linhas-férreas

Estende-se por mais de 1300 Km, destacando-se a linha Dakar-Kidiva, que prossegue rumo ao centro de África, a qual é importante para a economia de países sem litoral como o Mali e Níger.

 clip_image006       clip_image008

                  Gare de Dakar                                                   Combóio

 

  • Auto – Estrada

Uma auto-estrada com portagens está em construção entre Dakar e Diamniadio.

A primeira auto-estrada senegalesa é composta por um troço de 34 Km entre Dakar e Diamniadio, servindo igualmente o novo Aeroporto Internacional Blaise Diagne, situado a 40 Km de Dakar (Diass).

O projecto da Auto-estrada Dakar e Diamniadio nasceu da forte vontade do Chefe de Estado de remediar os problemas de congestão de tráfego à saída da capital.

Esta via ligará o centro de Dakar até Diamniadio e vai oferecer a possibilidade de deslocações rápidas entre a capital e as zonas em seu redor, onde novas actividades económicas são chamadas a implantar-se.

                          clip_image002[6]

                                      Projecto da Auto-estrada

 

  • Estradas

No Senegal as estradas seguem o padrão standard que se faz na África Ocidental. As estradas permitem alcançar e servir as maiores cidades de cada região e servem também de ligação aos países limítrofes e em particular a Oeste da Gâmbia.

Em 2003, a rede de estradas senegalesa comportava 13576 km, 3972 km alcatroados e 9604 em terra batida.

As estradas nacionais são designadas pela letra N seguida de um número que vai de 1 a 7 (em 2006). As estradas regionais são designadas pela letra R seguida de um número.

                                 clip_image004[6]

                                     Principal Eixo Rodoviário (N2)

 

  • Táxi

Os táxis são um dos meios de transporte popular. Os célebres táxis amarelos e negros estão omnipresentes na capital, mas também se podem ver em Ziginchor, Kaolack, Saint-Louis, Touba, Tambacounda, Thiés e Fatick.

                                  clip_image006[4]

                                                       Táxi

 

Dados Gerais Económicos:

Moeda: Franco CFA

Organizações de comércio: OMC, União Africana

ESTATÍSTICAS:

Produto Interno Bruto (PIB): US$ 20,610 bilhões (2007)

% de cresc. do PIB: 4,8% (2007)

PIB per capita: US$ 1.700 (2007)

PIB por sector: agricultura 16,7%, indústria 18,9%, comércio e serviços 64,4% (2007)

Inflação anual: 5,4%

População abaixo da linha de pobreza: 54% (2001)

Força de trabalho: 4,85 milhões

Força de trabalho por sector: 4,82 milhões (2005); 77% da agricultura, indústria e serviços 23 % (1990)

Desemprego: 48% (2007)

PARCERIAS COMERCIAIS

Exportações (US$): 1.587 milhões (2007)

Principais produtos exportados: peixe, amendoim, derivados de petróleo, fosfato, algodão

Principais mercados: Mali 19,2 %, França 8,3 %, Índia 5,8 %, Gâmbia 5,3 %, Espanha 5,1 %, Itália 4,9 % (2006)

Importações (US$): 3.673 bilhões (2007)

Principais parceiros: França 25,1 %, Reino Unido 5,2 %, Tailândia 4,8 %, China 4,5 %, Espanha 4 % (2006)

 

 

Fonte:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_do_Senegal, captado a 14 de Março de 2008

http://www.jocum.org.br/africa/senegal/economia/economia_senegal.htm, captado a 14 de Março de 2008

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/senegal/senegal-2.php, captado a 1 de Junho de 2008

http://www.state.gov/r/pa/ei/bgn/2862.htm, captado a 29 de Março de 2009

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: