História

A História da República do Senegal estende-se desde as origens primitivas até aos dias de hoje.

Os portugueses foram os primeiros europeus a estabelecer contacto com o território do Senegal no século XV, mas foi a partir do século XVII, com a chegada dos franceses que marcou a cultura senegalesa.

Com base em estudos arqueológicos, documentos por restos pré-históricos diversos, como: machados, cerâmicas, utensílios de pedra do Paleolítico ao Mesolítico, objectos de metal e megalíticos, a ocupação daquele território é feita à mais de 150 mil anos, muitos deles arrastados com a transformação do Saara em deserto.

                                     senegal-12

Foi entre o século X e o século XVI que exisitiram os Impérios do Mali e do Tekrour, sendo também durante esse período introduzido no país um culto islâmico de religiosos árabes e bárbaros.

Por volta de 1444, navegadores portugueses atingem Cap Vert e estabelecem feitorias em vários pontos do território senegalês.

Em 1638, os franceses fundaram uma feitoria, reconstruída em 1659 que viria a tornar-se Saint-Louis do Senegal. A posição dos franceses era fraca devido às guerras do povo senegalês que tentava impedir o domínio dos europeus.

Em 1854, era nomeado um governador militar francês, que dominou os Ualofs e conteve os mouros na margem direita do rio Senegal. Foram também combatidos os Marabus, em melhores condições de organizar uma resistência antifrancesa.

Em 1857, era fundada Dakar e em 1864, o Senegal tornou-se colónia francesa. Mas a luta dos senegaleses continuou, finalmente em 1946 criou-se a Lei Lamine Guèye, que deu aos habitantes das colónias francesas o título de cidadãos, equiparando-se aos franceses em igualdade de direitos.

Em 1956, a Lei “Deferre” criou oito repúblicas semi-autónomas na África Ocidental Francesa, entre elas a do Senegal.

Durante o ano de 1958 Niger, Alto-Volta e o Senegal formaram uma Federação, que em breve se transformou na Federação do Mali, tendo como participantes o Sudão e o Senegal. Essa Federação foi dissolvida dois anos depois em 26 de Agosto de 1960, cujo, o Senegal proclamou a sua independência, tendo como pai, o Presidente Léopold Sèdar Senghor e em 1980 renunciou em favor do seu Primeiro-ministro, Dr.Abdou Diouf.

 

Reinos:

Nos tempos primitivos, muitos dos reinos constituíram-se no Senegal, os quais passaram a integrar-se no Império Sudãnico de Gana, entre os séculos VIII e XI. Algumas partes do actual Senegal pertenceram ao Império Mali no século XIV e ao Império Songai no século XVI. Durante o século XVIII o país islâmico, Fonta Toro exerceu dominio sobre o vale do rio Senegal.

Os historiadores mencionam a existência do Antigo Regime de Tekrur, mais propriamente localizado no Futa e na Mauritânia Saheliana. O Reino de Tekrur, tanto o de Namandiru e do Falemé, foram vassalos do Ghana.

O Senegal formou-se através dos grandes impérios sahelianos, mas a partir deste surgiram diversos reinos autónomos, como o Reino de Dyolof. Este reino fundou-se por Ndiadim Ndiaye, no início do século XIV.

Nos finais do século XV teve lugar a epopeia de Koli Tenguela, de origem fulbé e mandingo, procedente de Macina ou de Kingui. De facto, a expansão continuou até ao século XVIII. Os Guelowars, da família real Nyanthio, expulsados como consequência das rivalidades, apoderaram-se do Sine no século XIV e do Salum nos finais do século XV. Contudo, a pressão dos mouros agravou-se tanto no Futa como no Walo (Baixo Vale do Senegal).

 

Colonização:

Os navegadores portugueses foram os primeiros europeus a chegar à região, alcançaram Cabo Verde no século XV. Fundaram um povoado em Gorée, uma pequena ilha situada em frente a Dakar. No século XVII, a França conquistou Gorée e estabeleceu um povoado em Saint-Louis, na foz do rio Senegal.

Em 1854, o general Faidherbe tornou-se governador do Senegal. Expandiu o domínio francês, e tudo o que hoje é o Senegal, estava sob o controle da França em 1895. O Senegal passou a ser a sede da administração da Federação da África Ocidental Francesa.

                          senegal_first                senegal1892

 

Independência:       

O Senegal tornou-se um território da União Francesa e elegeu dois deputados para a Assembleia Nacional Francesa em 1946. O Senegal tornou-se uma República Autónoma dentro da Comunidade Francesa em 1958. O Senegal e o Sudão Francês (actualmente Mali) formaram a Federação do Mali em 1959. A independência do Mali foi proclamada em 1960. O Senegal deixou de ser membro da federação para se tornar um país independente em 1960. Léopold Sédar Senghor foi o primeiro presidente a tomar posse.

 

Tempos Modernos:

O primeiro Festival Internacional de Arte Negra foi realizado em Dakar no ano de 1966.

No início da década de 1970, a economia do Senegal foi fortemente prejudicada pela seca na parte oriental do país.

Em 1978, Senghor foi reeleito presidente para mais um período de cinco anos, mas renunciou em 1981, sendo sucedido por Abdou Diouf.

Em 1982, Senegal e Gâmbia projectaram uma confederação chamada Senegâmbia, para estreitar os laços económicos e unir as suas forças armadas e a segurança pública.

 

Fonte:

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/senegal/senegal.php, captado a 14 de Março de 2008

http://pt.wikipedia.org/wiki/Senegal, captado a 14 de Março de 2008

http://www.girafamania.com.br/africano/senegal.html, captado a 14 de Março de 2008

http://www.africa.jocum.org.br/senegal/historia/historia_senegal.htm, captado a 5 de Maio de 2008

http://www.infoplease.com/ipa/A0107951.html, captado a 6 de Maio de 2009

bgn/2862.htm, captado a 16 de Março de 2009

 

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: